Segurança não somente em 1º lugar, mas em todos

Em nossas casas, deparamos com equipamentos eletrônicos que param de funcionar, ou que estão fora do lugar, raramente dá certo de nós mesmos arrumarmos. Quando isso acontece, nos sentimos ‘’profissionais”, em outros casos terminamos de estragar o que sai mais caro. Em piores situações, pode causar um acidente grave e até tirar vidas. Para termos certeza que aquele aparelho irá ser consertado, ou trocado da maneira segura e certa, a melhor solução é chamar o técnico especialista.

Confiamos no trabalho dos técnicos e em sua dedicação em resolver situações que estamos despreparados. Para que esse técnico possa trabalhar de maneira mais segura, as empresas possuem um departamento próprio: a Segurança do Trabalho.

Cair de um telhado, ou sofrer um acidente com corrente elétrica, são os riscos que muitas pessoas estão suscetíveis ao tentar manusear equipamentos específicos por elas próprias. Devido ao isolamento social, em consequência da pandemia mundial, muitas pessoas, por curiosidade, acabam encontrando tutoriais na internet e tentam resolver estas situações sozinhas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) os acidentes domésticos aumentaram em 30%, sendo grande parte por quedas de cadeiras, escadas e realocação de equipamentos. 

Ao chamar um técnico, você estará precavendo de pequenos a graves acidentes. O técnico possui formação e informação sobre o equipamento e sua instalação, além de estratégias e engenharias que os protege de possíveis acidentes.

Existem inúmeras situações que exigem estudos para realizar o trabalho com total cuidado, desta forma evitando danos físicos e materiais para o colaborador e o(a) dono(a) da casa. A Segurança do trabalho não trata apenas de fornecimento de equipamentos para os técnicos (EPI’s), refere-se a garantia do bem estar físico e mental de todos os colaboradores em especial os técnicos. Estes fatores podem ser primordiais em atividades que envolvam instalações em torres e prédios e dentro das lojas e casas

Iasmine Leão, responsável pela Segurança do Trabalho da Opyt, ressalta sobre a preparação e os cuidados dos técnicos: “Os colaboradores passam por inúmeros processos para estarem habilitados a trabalharem com eletricidade, altura, conhecimento do material, eles passam por uma prova prática, que só pode atuar se tiverem 100% de aproveitamento.”

“É importante ter a capacidade de discernir, olhar a sua volta, analisar  e entender o risco e avaliar o risco antes de começar o trabalho” diz Iasmine. Na Opyt, todos os técnicos de instalação passam por treinamento e avaliações periodicamente, além de seguirem os protocolos de segurança para instalações de equipamento em sua residência e nos postes por onde passa a fibra óptica.

Estar preparado para situações adversas é a essência de ser técnico na Opyt. Ter consciência de que se o dia não estiver bem, ou estiver passando por algum tipo de estresse, é recomendado que ele não exerça atividade de alta periculosidade. Assim, mantendo a qualidade do trabalho e a proteção dos nossos colaboradores.

 

Quer mais conteúdos como esse?

Confira abaixo alguns posts relacionados.

Ver todos